27 de fevereiro de 2015

Liebster Award TAG




Faz tempo que não respondo uma tag! Mas também, como o ano que passou inteiro sem que tenha lido, não quis ficar repetindo respostas. Mas como esta é mais diferente, acho que não me repeti tanto assim.

Trago-vos a Liebster Award, uma TAG pensada para divulgar blogs ainda bebés e que me foi passada pela Cristina, do blog Lots of Books and Other Things.


A Liebster Award TAG consiste em:

1 - escrever 11 factos sobre mim;
2 - responder às perguntas que me fizeram;
3 - nomear 11 blogs com menos de 200 seguidores para responder à TAG;
4 - fazer 11 perguntas a esses blogs;
5 - partilhar a foto da Liebster Award TAG no post;
6 - enviar o link do post a quem me nomeou.


11 Factos Sobre Mim 

1. Adoro ler - apesar de estar num bloqueio mental, na qual estou desde o ano passado, estou me empenhando para que isso termine! Estou triste de olhar para os livros e... nada. :(

2. Sou tímida - se até na internet por vezes é complicado que eu tome iniciativa, imagine na vida fora do virtual...

3. Adoro coisas antigas! Filmes, músicas, roupas...

4. Sou muito - mas muito mesmo - indecisa! Para TUDO! Ou quase, sem bem que não lembro alguma coisa em que não sou...

5. Não tenho celular. Nem tenho vontade de ter e provavelmente se tiver, não será por gosto e sim obrigação.

6. Manias, tenho várias. Para uma determinada revista, por exemplo, eu só começo a ler de trás para frente.

7.Já sobre manias literárias, uma delas, como minha concentração não dura muito e com tanto barulho que fazem perto ou mesmo dentro de casa, acabo lendo umas 3,4 ou sei lá quantas vezes a mesma frase até conseguir entender  que li. :/

8. Quando vicio numa coisa, seja numa história de livro ou série ou alguma outra coisa, pesquiso quase tudo que tem para saber sobre - e depois disso e principalmente se enjoar, passo um tempão sem ir atrás de nada ou nem volto mais ao assunto.

9. Tenho medo de insetos, répteis entre outros bichinhos.

10. Além de adorar ler, adoro cheiro de livro novo - adoro ir a livraria sentir o cheirinho.

11. Me acho melhor escrevendo do que falando, coisa que não sou muito de fazer, ao contrário da escrita: é só olhar bem alguns posts que eu empolgo a escrever como se não houvesse amanhã e tenho de me por um freio para ter um fim. :D



Perguntas da Cristina


1 - Porquê criar um blog? De onde surgiu a ideia? Que idade tem?
Sempre dava uma olhada pelo blogger e ficava testando para ver como seria ter um, mas até aí não me imaginava escrevendo e nem sabia sobre o que seria. Mas lá em 2013, como já havia escrito algumas reviews no Goodreads, fiquei com vontade de colocá-las e organizá-las em algum lugar para mim. E com isso o blog já tem um pouco mais de um ano.


2 - Numa viagem ao mundo da fantasia, de que livro gostavas de ser personagem? Porquê?
Oh, vou ficar me repetindo... Espero que volte a ler mais logo, para poder acrescentar outras respotas, mas aqui vai: no da série In Death, da J.D. Robb. Mas acho que é mais pelo futurismo, então talvez outros de ficção científica também se encaixem nisso, mas por favor, que fosse um que se desse bem e tivesse vida boa! :D


3 - Voltando ao mundo real, qual a tua viagem de sonho?
Oh, tenho tantos lugares que adoraria conhecer! Para citar ao menos um, digo ir Londres - gosto de lugares em que se tem muita história só de olhar, sabe?


4 - Sabes aquela figura pública (ou não) detestável, mesquinha, com quem estás sempre a "esbarrar"? Quem é ela? Que lhe dirias se estivessem mesmo cara-a-cara?
Se fosse personagens de séries seria mais fácil, pois pela internet por exemplo eu não passo muito tempo nem olhando para gente desse tipo. De momento não me vem nada a mente...


5 - Que personagem apagarias do mundo literário? Porquê?
Sinceramente eu mesmo procurando não conseguir um que encaixasse nessa categoria. isso porque por não ter lido muitos livros talvez o que entra nisso ainda está por vir. Pensei até em citar o Presidente Snow, do Hunger Games, mas se não existisse não teríamos história então...


6 - Todos temos momentos que preferíamos esquecer. Qual foi a situação mais embaraçosa por que passaste em público?
Minha memória não anda lá estas coisas, mas me lembro que de menina, na escola, eu tinha ido beber água e quando voltei - com a boca ainda cheia - alguém fez ou falou alguma coisa engraçada e nessa hora fui rir bem em frente de um garoto... imagine o que aconteceu!


7 - E a mais divertida?
Uma memória que me vem de pronto é uma em que estava numa loja e algum senhor me confundiu com uma vendedora, não sei bem o porque.


8 - Vamos voltar a viajar, desta vez para uma ilha deserta com personagens literários. Quem levavas contigo? Porquê?
Humm talvez algum tempo desses mude essa resposta, mas por agora eu levaria o Roarke da Série Mortal. ah, com um tipo daquele além de ir para lá ainda poderia sair a hora em que quisesse!


9 - Escreverias um livro? De que género?
Acho que não, pois do jeito que sou difícil de ser entendida, provavelmente quem me fosse ler iria sair mais confuso do que a própria que escreveu o livro. hahaha 


10 - Vamos baralhar os livros! Que personagens (de diferentes livros, claro) transformarias num par romântico? Porquê?
Caramba, tenho de voltar a ler mais! Agora não me lembrei de nenhum, posso ficar devendo a resposta? xD


11 - Pergunta cliché ;)
O que dizem os teus olhos?
Andei há umas 3 semanas, mais ou menos, com um problema na vista e que só agora está melhorando, então só posso dizer que agora eles dizem: "põe colírio, põe colírio! Estamos precisando de colírio!"
isso aí foi verdade, mas quis brincar com a resposta, ok? ;)



Blogs Nomeados: 



Minhas Perguntas:


1. O que mais gostou de ter acontecido desde que começou a ter o blog?

2. E alguma coisa que te chateou por causa do blog?

3. Em qual livro/história você daria um passeio a tarde?

4. Que outro final você daria para aquele insuportável vilão?
(diga, quem é e de onde ele veio)

5. Você é o detetive e agora que já está chegando ao final para a resolução do caso - um assassinato em série, de 8 pessoas -, aqui para nós, quem é o culpado(a)? E o porque (a causa) que ele(a) fez isso?

6. Algum livro/história te lembra alguma música? (diga qual livro/música e porque)

7. Que conselho você daria aquele personagem que não consegue resolver seu problema? (diga o problema, o personagem, de que livro/história que ele(a) pertença)

8. Qual livro levaria para uma longa viajem?

9. Faça a sua combinação ideal: Inverno/Verão/Outono/Primavera com Praia/Campo/sua própria casa  e com Livros/Filmes/ Séries de tv (e/ou se tiver outra coisa em mente, escreva sua vontade!)

10. O que te faz rir?

11. Don't blink! Mas aí você pisca... O que vê?


Tentei fazer perguntas que dê para incluir outros tipos de história que não só as de literatura, então fique a vontade para responder sobre o que prefere mais. ;)

Bem, sei que não sou das pessoas mais interessantes e nem sou de falar de mim, mas tentei responder o melhor que posso agora. Espero que, com o tempo e com mais leituras eu possa responder melhor outras tags. Novamente, obrigada Cristina!



25 de fevereiro de 2015

[Drama #12] - Triangle


Título: Triangle | 트라이앵글
País: Coreia do Sul
Gênero: Ação, Romance, Família, 
Ano: (início) 5 de Maio de 2014 | (término) 29 de Julho de 2014
Nº de Episódios: 26
Nota: 7/10


Comecei no dia: não lembro o dia
Terminei no dia: 30/07/2014






Sinopse:

 Um drama sobre três irmãos que se reencontram depois de 20 anos através de eventos que ocorrem, após a morte de seus pais à duas décadas atrás.

Jang Dong Soo o irmão mais velho se tornou um detetive, enquanto Dong Chul o irmão do meio utiliza um pseudônimo de Heo Young Dal para se tornar o chefe de um grupo de criminosos. O irmão caçula é Dong Woo, que cresce como uma pessoa fria após ser adotado por uma rica família. Fonte


Trailer:





Opinião:

O final foi uma decepção e choque tão grande...

Mas antes de comentar sobre isso, tenho que dizer que de início esse drama me pegou e fez viciar rapidamente - li vários comentários reclamando dele ser muito lento e só começar a acontecer coisas lá pelo 8º episódio mais ou menos, mas francamente eu não tive problema e nem senti nada disso. Ficava esperando ansiosa pelos episódios que saía e pela tradução - isso sem contar que ia atrás de prévias e tudo mais dele...
Estava gostando demais da história, dos personagens e apesar de alguns problemas, ainda assim o vício estava grande. E falando sobre os problemas...

A primeira coisa que me lembro foi o quanto o irmão mais novo demorou a aparecer no início da história. Isso me irritava tanto! Mas não fica por aí: o irmão mais velho, lá pelos episódios da metade do drama mal aparecia, sentia que ele quando o fazia era só entrar em cena e depois saia e nada mais. O irmão do meio foi o que apareceu mais durante todo o drama, então me perguntei várias vezes: se esta história é sobre TRÊS irmãos por que raio só vejo mais sobre UM deles? Veja bem, eu gostei muito dos três e queria ver mais cenas com interação entre eles - coisa que aí sim digo que demorou demais a acontecer. Perdeu-se bons personagens com a história centrada em só um irmão.

Também gostei bastante dos outros personagens e eles tinham um estilo muito próprio cada um - sei que parece estranho dizer assim, mas cada um deles tinha seu "brilho" próprio: o que facilitava se apegar ou não a eles. Gostei muito do bando do Young Dal, que eram fiéis até dizer chega - e olha que são pessoas que não andam na linha e nem se diziam muito confiáveis, principalmente nos negócios. Em relação ao romance, teve um tempo de torcer por um irmão - pelo caçula, é, devo ter sido uma das únicas a pensar isso, admito, mas depois já nem me importava mais e sim com os irmãos e o relacionamento entre eles.
Nota sobre os vilões: detestáveis e insuportáveis - só não foram mais irritantes que os do drama Joseon Gunman, mas sobre este comentarei depois.

Mas até aí pensava: mesmo com problemas ainda assim vou dar boa nota, pois é tão viciante! Torci tanto pelos irmãos terem um final feliz, juntos como a família que cada um deles queria ter e aí... veio
aquele raio - para não soltar palavrão - de final!

Antes de colocar um spoiler, só digo que gostei também muito dos atores principais e quero-os ver em mais trabalhos.


Já no final do penúltimo episódio fiquei apreensiva e quando finalmente comecei a ver o último a sensação foi como um tapa recebido - não que já tenha acontecido -: mataram o Dong Woo! Fiquei tão aérea, tão sem reação que vi o resto do episódio só por ver, sem que me importasse mais terminar, pois para mim, acabou ali, naquela cena. Detesto este tipo de "invenção" com protagonistas! Olha, a não ser que seja muito explicado e faça algum sentindo, é bem difícil de aceitar isso! O personagem já havia sofrido tanto, a vida toda - isso sem contar o amor não correspondido -, e quando finalmente estava indo para os irmãos os criadores vão e fazem essa m****!!! Fiquei indignada! E por conta disso a nota diminuiu e ficou esta aí, que até nem é tão má.




Valeu a pena ter visto - principalmente que este entra na categoria dos primeiros que acompanhei enquanto ia ao ar lá na Coreia também, então me marcou -, se não fosse esse final, mas não sei se veria novamente, pelo mesmo motivo.

Quanto as músicas, teve alguma ou outra que gostei e me chamou atenção, mas de novo, por causa do final fiquei tão irritada que nem tive vontade de ouvir mais. Mas deixo uma delas aqui:




"Entre Aspas"


achei/fonte aqui e aqui

"Since I was born and up to now, living life was just whatever. Nothing was all that fun. Since I was born, I might as well live. That was how I felt. Every day felt like a chore. But I think right now, things are starting to get exciting. My heart is feeling really tingly. This is a first for me."

- Healer (drama coreano, ep 3 e 4) 


24 de fevereiro de 2015

Filme | Jogos Vorazes: A Esperança - Parte 1


Título: Jogos Vorazes: A Esperança - Parte 1 | The Hunger Games: Mockingjay - Part 1
País: EUA
Gênero: Aventura, Ficção Científica, Ação
Ano: 2014
Nota: 9.5 ou 10




Vi no dia 22/02/2015







Sinopse:

Após ser resgatada do Massacre Quaternário pela resistência ao governo tirânico do presidente Snow (Donald Sutherland), Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence) está abalada. Temerosa e sem confiança, ela agora vive no Distrito 13 ao lado da mãe (Paula Malcomson) e da irmã, Prim (Willow Shields). A presidente Alma Coin (Julianne Moore) e Plutarch Heavensbee (Philip Seymour Hoffman) querem que Katniss assuma o papel do tordo, o símbolo que a resistência precisa para mobilizar a população. Após uma certa relutância, Katniss aceita a proposta desde que a resistência se comprometa a resgatar Peeta Mellark (Josh Hutcherson) e os demais Vitoriosos, mantidos prisioneiros pela Capital. Fonte





Trailer:





Opinião:

Gostei muito! E devo confessar que, apesar de não lembrar dos pormenores, para mim essa adaptação foi tão boa quanto a do segundo filme/livro - sei que teve mudanças, mas não me lembro para dizer quais foram e também não me pareceu muito drásticas. Me emocionei em várias partes - oh, as cenas dos corpos/esqueletos no hospital/rua, foram de partir o coração -, lágrimas enchendo os olhos nessas e em outras cenas...

Quanto as atuações todos estiveram bem, mas tenho que destacar a Jennifer Lawrence - vi e senti as mesmas emoções que foram escritas no livro nela, isso é ótimo - e o Josh Hutcherson - que, mesmo que não tenha tido muitas partes, deu para ver bem a transformação, tanto física quanto mental que o Peeta sofreu. Fiquei impressionada com a cena final...

O filme é praticamente a primeira parte do livro, mas sinceramente acho que não seria necessário ter sido dividido em duas partes, já que agora sobrou pouco para um filme inteiro - não sei bem como será feita as mudanças, e receio se não vão criar coisas desnecessárias a história.

Acho que para quem não leu os livros talvez fique sem entender certas coisas e mesmo ache entediante, porém, o jeito como foi mostrado está como no livro. E por lá a autora não quis glorificar a guerra - no meu entender - e sim mostrar o quanto sofrimento se gera não importando que lado se está.

Enfim, essa nota ainda não é a definitiva, pois quero ver a parte dois para dar a nota mais exata.

E, não ouvi ainda trilha sonora, mas deixo aqui uma música das mais importantes...




23 de fevereiro de 2015

[Filme #6] - Khoobsurat


Título: Khoobsurat
País: India
Gênero: Comédia, Romance
Ano: 2014
Nota: 7.5 ou 8/10



Vi no dia: 21/02/2015





Sinopse:

Uma fisioterapeuta Milli Chacravarty (Sonam Kapoor) irremediavelmente romântica conhece um príncipe Rajput Vikram Singh Rathore (Fawad Khan) jovem e bonito que é completamente oposto a ela e noivo de outra pessoa, Kiara (Aditi Rao Hydari). Khoobsurat é sobre superação. Superar barreiras sociais, culturais, emocionais e tragédias. Fonte


Trailer:






Opinião:

Gostei, embora a história não tivesse nada demais, o filme foi leve, divertido e com alguns ensinamentos pelo meio também. Gostei dos cenários também e dos personagens, que tinham um certo carisma. A protagonista era bem "diferente" se podemos dizer assim, e era um problema, como diz o Viku (tenho que dizer que adorei a sonoridade desse apelido! hahaha): falando tudo o que pensa, mesmo que na hora errada, não tinha lá muitos bons "modos", e apesar de tão atrapalhada é boa no que faz e ajudou muito na melhora do Rei e de soma na melhora da relação entre a família toda. O Viku, embora se mostrasse distante e com problemas em se relacionar com os outros, com a convivência com a Milli vai melhorando o temperamento com o passar do tempo.

Apesar de ter umas duas horas, não senti passar, o que é bom - não foi uma perda de tempo. Serve para aqueles dias em que queremos nos distrair e não pensar muito, só relaxar e aproveitar uma história que te faz sentir bem.

Esse filme não teve muitas músicas como nos outros que vi de lá, e senti falta, já que nesse até que se encaixava e ficaria interessante se houvesse mais e dança também. Coloco uma delas aqui:



22 de fevereiro de 2015

Música [#40]






Mais uma de uma trilha sonora favorita de filme também favorito:









Yann Tiersen - La Valse Des Montres


19 de fevereiro de 2015

Estantes [#36]



achei aqui


Se tivesse porta(s) seria perfeito! Adorei!


Estou Lendo...



O Aliciador


Devagarinho a leitura está avançando e tenho gostado bastante até o momento. Já é minha segunda tentativa de o ler e espero conseguir terminar dessa vez.
Bem, quanto a história, já saiu o nome do assassino, porém tenho a impressão de que não é ele...




17 de fevereiro de 2015

[Drama #11] - You're All Surrounded



Título: You're All Surrounded | 너희들은 포위됐다
País: Coreia do Sul
Gênero: Ação, Comédia, Romance
Ano: (início) 7 de Maio de 2014 | (término) 17 de  Julho de 2014
Nº de Episódios: 20 + 1 Especial
Nota: 9.5/10


Comecei no dia: não lembro o dia
Terminei no dia: 23/07/2014






Sinopse:

Pode um novo grupo de oficiais novatos proteger as pessoas da área Gangnam contra crimes violentos? Eun Dae Koo é um detetive novato que tem o QI de 150, mas usa sua boca suja e atitude dura para mascarar sua história familiar dolorosa. Eo Soo Sun é a única mulher entre os novos contratados, mas não vai deixar ninguém empurrá-la ao redor, nem mesmo Seo Seok Pan, o líder da equipe da unidade de crimes violentos. Fonte


Trailer:






Opinião:


Nem sei por onde começar a contar o quanto e no que gostei tanto deste drama, porque foi muito! Poderia dizer que primeiro foi a sinopse que me chamou atenção, porém, não foi só: vi o trailer, e foi me "chamando" mais e este foi um dos primeiros que acompanhei enquanto ia ao ar na Coreia, então foi um gostinho ainda melhor, já que me marcou também.

Já no início do primeiro episódio me conquistou: aquela cena da perseguição me fez rir tanto! Mas logo a seguir com a história voltando ao passado, deu uma diminuída no ritmo, porém, essa cenas no passado são muito importantes para toda a história. A partir daí entra em muito bom ritmo, e não me lembro de ter ficado entediada ou sem vontade de ver em algum momento. Além disso, a história teve um bom balanço: mescla muito bem a comédia, o romance, os casos que tinham de investigar, o drama, e com muitas revelações ao longo dele. Me lembro sempre de uma cena em de um personagem dizendo sobre o que acontecia com esse time (não sei se é esse o nome que eles dão por lá, agora esqueci ao certo) deles:

 


Bem, e além de ter adorado a história, também adorei os personagens! Todos os principais tiveram lá seus momentos de aparecer e assim sabermos mais sobre suas histórias de vida. Havia uma boa química entre eles, o que fazia fluir ainda melhor o drama. Difícil dizer um favorito, já que me simpatizei com eles todos logo de cara. Gostei do casal principal - foi bonito de ver a ajuda que um dava ao outro, mais ela a ele do que o contrário, mas também, pobre Dae Gu - e do secundário - coitados, que dor tiveram de passar, e ao mesmo tempo foi interessante ver a reaproximação e os momentos engraçados que tiveram juntos. A história do Park Tae Il no começo foi um mistério, e pensei em tantas teorias, mas depois acabou se revelando um outra coisa completamente diferente. E o Dae Gu? Tadinho, mas como sofreu! Quanta coisa ele teve de passar, chegou uma hora que nem os outros amigos do time sabiam como ele aguentava aquilo tudo! Enfim, os adorei todos e torci para que eles terminarem bem.

Apesar de não ter tido visto os atores que os fizeram antes, também gostei dos seus trabalhos aqui, e com isso quero ver mais de vários deles depois.



Adorei o final e adoraria que tivesse uma segunda temporada! Sinto saudades dos personagens. :(
Entrou para a lista dos favoritos e espero ver novamente algum dia ou sei lá se mais vezes! :)

Quanto a ost, também gostei de quase tudo! E olha que isso é difícil acontecer, para qualquer trilha sonora. Não vou colocar todas as que gostei aqui, para não ficar um post ainda maior que já está, mas algumas delas então (vou colocando outras na coluna Música):







para relembrar a abertura



Ah, que saudades...

15 de fevereiro de 2015

11 de fevereiro de 2015

Da Lista "Por Ler": Livros [#7]




Voltando aos poucos com algumas colunas...

Bom, o conteúdo é o mesmo, mas essa coluna que se chamava "Na Lista de espera: Livros/Autores" agora se chamará como está no título do post: "Da Lista 'Por Ler': Livros/Autores". E por enquanto fica este nome para a coluna, ou até eu resolver que achei algo melhor. hehehe

E agora mais 3 da lista:


1. O Hipnotista de Lars Kepler

Este chega a me dar um pouco de vergonha de não ter lido ainda, já que o tenho físico há um tempo um tanto grandito - talvez 2011? Não lembro ao certo. Assim que li a sinopse tive vontade de lê-lo e depois de um tempo consegui sua cópia física. Mas desde então não bateu aquela vontade de tenho-de-ler-este-agora que acho importante para ter uma leitura mais proveitosa. Pior é que até este momento não faço ideia de quando o lerei.



2. Heresia de S.J. Parris

Mais um que faz parte desse não-sei-quando-lerei. Acho que o comprei no mesmo tempo que O Hipnotista, então pode-se dizer que entra na lista da "vergonha" também? rs
O livro, pelo que li na sinopse, se trata de uma ficção histórica, passada na Inglaterra, com mistério, e com esses bons elementos para me chamar atenção, não sei bem porque não o li ainda...



3. O ancião que saiu pela janela e desapareceu de Jonas Jonasson

Este não faz tanto tempo quanto os outros de cima, mas já bem faz mais de um ano que tenho - queria já o ter lido, mas com este ano que passou sem eu ter lido nada, não ajudou. Não quis pegar um livro que penso que irei gostar muito e tentar "força-lo". Então, quando a vontade de ler voltar mesmo quero incluí-lo nas leituras, pois o título, a sinopse e mesmo os comentários que li sobre, me parece que é um livro muito divertido, estou muito curiosa para o ler! Ah, espero que não demore mais tanto para isso...




8 de fevereiro de 2015

Música [#38]







Essa é uma das minhas favoritas de uma cantora favorita, a Björk. Sem mais comentários, aqui a música:









Björk - Wanderlust



6 de fevereiro de 2015

[Dorama #10] - Boys Over Flowers


Título: Boys Over Flowers | 꽃보다 남자
País: Coreia do Sul
Gênero: Romance, Comédia, Escola, Família
Ano: 2009
Nº de Episódios: 25
Nota: 7.5/10


não lembro o dia que comecei
Terminei no dia: 23/07/2014






Sinopse:

Jan Di, é uma garota comum e de origem humilde, que mora com seus pais e seu irmão mais novo, ela trabalha ajudando seu pai na tinturaria da família fazendo as entregas das roupas dos clientes. Não é uma garota rebelde e nem gosta de criar confusões, mas quando é para ajudar seus amigos ou não deixar que a humilhem faz o que é preciso pra se defender. Certo dia, enquanto levava a roupa de um estudante da Escola Shinhwa, considerada a melhor do país, ela o impede de cometer suicídio, sem saber o porquê dele querer se suicidar. Por tal ato ela ganha uma bolsa de estudos nessa mesma escola, algo que ninguém nunca havia imaginado antes, já que é uma escola de elite e apenas para a nata da sociedade. De início ela não aceita a proposta para frequentar a escola, mas pela pressão da família ela acaba cedendo, sem saber o que lhe espera. Nessa escola tem um grupo de 4 jovens que são chamados de F4, que tem o respeito de todos os estudantes da escola e mandam e desmandam lá dentro. Para ajudar uma amiga, ela enfrenta o líder do grupo, Gu Jun Pyo, sem pensar duas vezes, e esse, revoltado por tal insolência, faz sua vida impossível dentro da escola, mas ela não desiste e sempre acaba o ridicularizando. Com o passar do tempo ele percebe que é apaixonado por ela, porém Jan Di, começa a sentir algo mais por outro membro do F4, Yoon Ji Hoo, um rapaz frio e fechado, mas que aos poucos, por causa dela, começa a se abrir ao exterior e ao amor, tornando-se rival do seu amigo Gu Jun Pyo. Fonte


Trailer:





Opinião:

Antes de pensar em ver este drama li tantos (muitos mesmo) comentários positivos que fiquei muito curiosa e pensei que tenho de ver este! E não levou muito tempo, como dá para ver, este foi o 10º drama que completei.

Bem, não tenho como ter alguma referência de outras versões - não vi a japonesa, por exemplo, que pelo que li, dizem que é melhor que a coreana - e também não li o mangá - que depois dessa experiência não sei se o farei, pois perdi a vontade. Mas de início eu gostei muito: quase ao ponto de viciar. A história tinha um bom ritmo, e tirando o personagem do Jun Pyo - mais adiante comento mais sobre ele -, eu gostei dos outros personagens principais. Mas depois de um tempo - não sei a partir de qual episódio - comecei a me irritar com certas coisas, a não me importar com os personagens principais mais e só queria que acabasse logo! Porém, isso demorou e me foi um custo acabar.

Para começar, não fui com a "cara" - entre aspas mesmo, pois gosto do ator que o fez, incluindo a cara, se é que me faço entender rs - do Jun Pyo: as coisas que ele fez no início do drama não me descem até hoje! E depois começa um "namoro" no qual a moça que ele dizia ser a tal, foi colocada nisso sem nem ter dado seu consentimento! E francamente, não sei como depois isso se tornou um amor de verdade, já que a Jan Di se dava melhor e tinha mais coisas em comum com o Ji Hoo - sim, gostava mais dele e torcia por ele - do que com o outro moço. Isso sem falar nas inúmeras coisas que a sogra fez contra ela e a família dela - nem vou começar a contar, pois o post seria enorme, mas para só citar alguma, ela simplesmente fez com que a família dela não tivesse mais condições de se manterem e com isso eles, tirando a Jan Di, tiveram que ir embora de sua casa... E depois de tudo ela ainda insistia no Jun Pyo? Acho que deve gostar de sofrer...

Uma outra coisa que não gostei foi como os outros personagens secundários não foram bem desenvolvidos: queria ver mais sobre os outros F4, que não foram mostrados bem ao meu ver. Eu gostaria de ter visto mais do casal Yi Jung e Ga Eul, por exemplo.

Enfim, não achei que foi perda de tempo, mas achei cansativo e não acho que voltaria a ver.
Da ost, teve uma ou outra música que me chamou  atenção - embora entenda que tem várias marcantes, que te fazem lembrar do drama (relembre!):



Artes & Livros [#39]




2 de fevereiro de 2015

Filmes de Janeiro




Lista dos filmes que vi em Janeiro - não posso dizer que terá todo mês, mas se assistir algum filme, quero colocar nesta categoria, principalmente se não escrever um post de opinião.


1. O primeiro do ano foi o Guardiões da Galáxia.
Vi no dia 11/01/2015
Nota: 8.5 ou 9/10

Gostei bastante! E nem esperava por isso, apesar de ter visto em vários lugares opiniões tão positivas a respeito. Mas aí vi o trailer e pensei que poderia dar uma chance, parece divertido. E foi! Ri em várias partes e gostei muito dos personagens principais - oh, o que dizer do guaxinim que já fugiu 22 vezes da prisão? Do que perdeu a esposa e a filha e que não consegue entender uma metáfora? E do Peter, que ouve música para tudo e dança nas horas mais impróprias? Da personagem feminina principal eu demorei um pouco mais a gostar, afinal, ela não aparece logo de início como das pessoas mais fáceis de lidar. E o Groot? É só amor! Nunca pensei em gostar tanto de um personagem que só tem uma frase que sabe falar e que é uma árvore! hehehe Enfim, gostei da história também, apesar de nunca antes ter sabido de nada sobre. No final do filme diz que haverá continuação e espero que sim, e que seja tão divertido quanto o primeiro!




2. Rurouni Kenshin. Opinião aqui.


Gostaria de ter visto pelo menos mais dois, mas com as complicações do pc, não deu. :/


Estantes [#34]



encontrei aqui



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...