28 de setembro de 2014

Música [#29]


A dessa semana é uma que descobri nessa minha "viagem" pela Ásia. Já gosto muito desta e de outras músicas deste moço, além de gostar de tê-lo visto atuar - embora espere vê-lo em dramas melhores do qual o que eu vi deste ano. Mas depois conto melhor em outro post.
Por agora, direto de Taiwan, Aaron Yan "Unstoppable Sun" :




Para ver a letra, clique em Legendas/cc



27 de setembro de 2014

[Dorama #4] - Two Weeks



Título: Two Weeks
País: Coreia do Sul
Gênero: 
Ano: 2013
Nº de Episódios: 16
Minha Avaliação: 10/10


Não lembro nem o dia que comecei e nem o dia que terminei, mas foi em 2014



Sinopse:



Jang Tae San, é um homem que tem vivido uma vida sem sentido e que nunca pensou em seu futuro, alem de viver fugindo após ter sido falsamente acusado de assassinato. Apesar disso tudo, ele acaba descobrindo que tem uma filha e que agora ela está sofrendo de leucemia. O drama decorrerá em um período de duas semanas, onde nos mostrará o desespero de Tae San, em lutar para salvar a sua filha e sua própria vida. Fonte




Opinião:


Oh, quanto eu amei esse drama! E olha que antes de vê-lo eu tive dúvidas se deveria assistir e o iria deixar para depois, pois quando li a sinopse, logo pensei que se trataria de um tipo que centraria mais na doença da menina, com muito choro e lamentação no hospital - coisa que não faz meu gosto - e mesmo lendo que é de ação, ainda assim não fiquei convencida.

Mas não é que me deu um estalo e resolvi ver o primeiro episódio? Ainda bem que o fiz! Me prendeu a atenção desde o início e o ator principal, que não havia me chamado também atenção, me fez olhar para ele quase na primeira cena - não lembro bem em que parte foi, mas a cena que me vem a mente quando pensei "gostei dele" foi numa em que o Tae San está jogando cartas com alguns homens, possivelmente num lugar clandestino.

Bem, a história é um não-para-de-acontecer coisas do começo até o final do drama! Viciei logo nos primeiros episódios e tinha de me controlar para não ficar vendo tudo seguido e com isso acabar logo! A forma como foi contada foi muito boa, as perseguições para pegar o Jang Tae San, tanto pela polícia quanto pelos que o queriam matá-lo, eram de tirar o fôlego - e quando você achava que ele iria ter um respiro, mal dava tempo: já havia alguém por perto para pegá-lo e ele tinha de fugir novamente. Muitos desses "respiros" era quando ele tinha mais "contato" (imaginário) com a filha, e eram as cenas mais fofas e emotivas, e o que mais pensava nessas cenas era que eles tinham que ficar bem e vivos! Aliás, não tem como não se apegar aos dois e torcer por eles!

Achei muito boa a evolução do Tae San e esse entra na categoria dos personagens masculinos que mais vi sofrer! No início do drama, aparece ele tendo que fazer vários tipos de coisas para sobreviver e então ele recebe a notícia de que tem uma filha e que ela está doente. Aí, armam para ele e ele acaba sendo acusado de um crime - matar uma moça - que não cometeu! É preso e lá já o tentam matar, mas ele tem de ficar vivo para poder salvar a menina, então por não confiar em ninguém, ele resolve fugir e aí complica ainda mais as coisas... As cenas dos flashbacks dele com a ex - mãe da menina - o mostram quão ingênuo ele é, mesmo já tendo passado por tantas coisas ruins na infância, com ela, ele conseguia se "desarmar". Mas por se envolver com bandidos, tiveram que se separar...  Ao longo do drama, ele vai deixando de ser um tipo desacreditado em si mesmo a um tipo que vai a luta e planeja como vai fazer as coisas, e com aliados. Adorei toda a forma em que isso foi demonstrado, me empolgava vê-lo em cada cena!

Quanto ao final, achei que foi muito coerente com a história e bom também. Gostei muito!

E o elenco era ótimo! Destaque para os que faziam o detetive - o personagem era o cara bem legal - e a promotora - que fez bastante coisa na história -, os atores que os faziam, foram muito bem. Agora comento sobre os que me conquistaram e me fizeram emocionar em várias partes: a menina que faz a filha do Tae San, a atriz Lee Chae Mi e o ator principal, o Lee Jun Ki. Como esses dois juntos eram bons! Aliás, não só juntos: quando aparecia ela nas cenas, não tinha como não se comover (e nas cenas de finais de episódios, em que aparecia marcando o dia a menos que faltava para o transplante?)! E ele... ah, o que posso dizer, além de que me conquistou! Em todas as cenas ele esteve tão bem, tudo o que o Tae San passa ele fez com tanta verdade que em várias partes me peguei "engolindo" o choro - mas teve vezes em que não consegui e uma delas foi nessa cena:




Quanto a ost, as músicas instrumentais são ótimas e a que é tema que abre e fecha cada episódio é ótima também - combina perfeitamente com o que é o drama e com a história do Tae San:




E este drama já entrou para os favoritos e pretendo rever sim, sei lá quantas vezes... :)




26 de setembro de 2014

1º ano do blog!




E no dia 21 fez um ano que abri conta no blogger e 22 fez um ano desde o primeiro post! Enfim, só para não passar em branco, um cupcake virtual - para não engordar. xD Pois o que tenho andado feito é uma faxina no blog! É limpa para cá, é mudar coisa para lá e até mesmo "pintura" em algumas coisas antigas - até eu achar necessário de novo ou enjoar. xD

Tomara ter mais inspirações de variados tipos para que venham mais posts - e que os bloqueios literários pelo menos não sejam tão grandes...


Artes & Livros [#29]





22 de setembro de 2014

[Drama #3] Oh! My Lady



Título: Oh! My Lady | 오 마이 레이디
País: Coreia do Sul
Gênero: Comédia, Romance
Ano: 2010
Nº de Episódios: 16
Minha Avaliação: 8.5/10


Não lembro nem o dia que comecei e nem o dia que terminei, mas foi em 2014



Sinopse:


Uma dona de casa de 35 anos, Yoon Hwa jogo, assume o cargo de gerente do irritável star Woo Sung Min, a fim de ganhar dinheiro suficiente para recuperar a custódia de sua filha do seu ex-marido. Sung Min, paga para a Yoon Hwa, para cuidar de sua filha, sendo que ninguém poderá descobrir sobre a pequena. Problemas românticos e momentos engraçados acontecem quando eles se encontram em uma situação de vida complicada. Fonte 



Opinião:


Gostei bastante deste drama Leve e divertido, com muitos momentos fofos, principalmente a menina que faz a filha do protagonista. Como essa foi minha primeira comédia romântica em dramas, me deixou com vontade de ver mais - pensando bem agora, foi um tanto diferente das outras que vi desde então e outras que me informei sobre.
Os personagens foram bons e os mais irritáveis eram os "vilões" mesmo - os que teriam que ser.
Atuações ok e na ost as músicas que mais gostei foram:






Veria de novo sim e revendo os vídeos acima, me deu algumas saudades... :)




20 de setembro de 2014

[Dorama #2] Mimi



Título: Mimi
País: Coreia do Sul
Gênero: Romance, Fantasia, Mistério
Ano: 2014
Nº de Episódios: 4
Minha Avaliação: 7/10



Não lembro nem o dia que comecei e nem o dia que terminei, mas foi em 2014




   Sinopse:


Min Woo trabalha fazendo webtoons. Um dia encontra uma nota no calendário de seu escritório, e começa a escrever uma nova história chamada "8 de Dezembro". Sua revista em quadrinhos se torna um sucesso instantâneo, e a medida que se torna mais popular, Min Woo sente a pressão do trabalho.
Enquanto padece de fortes dores de cabeça, decide procurar seu primeiro amor da escola secundária.
Por que ele não pode se lembrar? O que é o dia 8 de dezembro? Fonte



Opinião:


Peguei esse logo para ver pois como é curtinho, mesmo se não gostasse não levaria mito tempo para terminar - isso e minhas indecisões eternas, que não sabia qual próximo iria ver. Bem, não me arrependi, mas de início foi bem confuso para mim. Não só por não saber o que havia acontecido a garota - se ela estava viva ou morta - , mas também pelas passagens de tempo, que nunca avisavam quando ocorriam e eu ficava sem saber se era presente ou passado - bem, de momento não lembro com o que mais fiquei confusa, mas creio que teve mais coisas.

Por essas coisas a nota não foi maior, pois quando fica mais claro é melhor e gostei do final que, mesmo não sendo feliz - a história em si não é exatamente feliz -, foi positivo. Também gostei da forma que foi filmado, com bastante paisagens lindas e de um jeito que enchiam os olhos ver - além de transportar para o clima nostálgico do drama.
Gostei das atuações - ou pelo menos não lembro nada que me irritou - e a ost não foi tão marcante, mas teve duas músicas que gostei (não consegui o link da outra, infelizmente):





Não sei se veria de novo, mas de qualquer forma não foi perda de tempo. :)


18 de setembro de 2014

[Dorama #1] City Hunter




Título: City Hunter
País: Coreia do Sul
Gênero: Ação, Suspense, Romance
Ano: 2011
Nº de Episódios: 20
Minha Avaliação: 9.5/10


Não lembro nem o dia que comecei e nem o dia que terminei, mas foi em 2014




Sinopse:


City Hunter’ is an original script based on the world-famous novel by Japan’s Tsukasa Hojo. Since it became public that Korea would be the first remake of this story into a drama, ‘City Hunter’ has been receiving worldwide attention. ‘City Hunter’ has switched the setting from Tokyo 1980 to Seoul 2011, and according to the original story structure, the protagonist becomes a city hunter and his character develops while resolving gratifying cases.



The story takes place in Seoul, 2011. Lee Yoon Sung is a talented MIT-graduate who works on the international communications team in the Blue House. He plans revenge on five politicians who caused his father’s death with his surrogate father Lee Jin Pyo and eventually becomes a “City Hunter.” Fonte



Opinião:


1º drama que vejo e... Adorei! Minha "porta de entrada" nesse tipo de séries não podia ser melhor! Cheio de ação, suspense e até mesmo romance, me viciou pelo que me lembro logo de início - não exatamente no primeiro episódio, mas acho que foi entre os primeiros. E olha que nem me dei conta! E com isso, me fez ter vontade de continuar e ver mais.

Adorei a forma como a história foi contada e o caminho para a vingança feita pelo John Lee/Lee Yoon Sung. A cada vez vez que ele se preparava para agir contra os políticos corruptos me empolgava, assim como suas ações e resultados - em sua maioria. Música para não esquecer:




Por falar em música, as instrumentais são ótimas e uma cantada que gostei muito foi:




Bem, não lembro de nenhuma atuação ter me irritado profundamente e como nunca os tinha visto antes, não havia como ficar dizendo muito. Então no geral creio que foi bem. Destaque para o Lee Min Ho - que além do mais, um colírio aos olhos *suspiro* - e o que fez o "pai" dele, o ator Kim Sang Joong - muito bom!

Este entrou para os favoritos e sinto saudades. Pretendo rever algum dia sim - talvez não só uma vez...





Assisto no momento...



Antes de começar a comentar sobre as que já vi - e já vão em 22 -, essas são as que tenho visto agora:
  1. The Three Musketeers
  2. Secret Garden
  3. Reset
  4. Night Watchman's Journal
  5. Surplus Princess
  6. Who Are You
  7. My Secret Hotel
  8. Mary Stayed Out All Night
  9. Discovery of Romance
  10. High School - Love On
A Secret Garden e a Who Are You estão faltando pouco para acabá-las - 4 episódios cada uma. Tenho gostado bastante deles e dos outros dramas - tirando o Discovery of Romance, que não tenho gostado muito. 

No próximo post será sobre a primeiro que vi - inteiro - o City Hunter. <3


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...