27 de setembro de 2014

[Dorama #4] - Two Weeks



Título: Two Weeks
País: Coreia do Sul
Gênero: 
Ano: 2013
Nº de Episódios: 16
Minha Avaliação: 10/10


Não lembro nem o dia que comecei e nem o dia que terminei, mas foi em 2014



Sinopse:



Jang Tae San, é um homem que tem vivido uma vida sem sentido e que nunca pensou em seu futuro, alem de viver fugindo após ter sido falsamente acusado de assassinato. Apesar disso tudo, ele acaba descobrindo que tem uma filha e que agora ela está sofrendo de leucemia. O drama decorrerá em um período de duas semanas, onde nos mostrará o desespero de Tae San, em lutar para salvar a sua filha e sua própria vida. Fonte




Opinião:


Oh, quanto eu amei esse drama! E olha que antes de vê-lo eu tive dúvidas se deveria assistir e o iria deixar para depois, pois quando li a sinopse, logo pensei que se trataria de um tipo que centraria mais na doença da menina, com muito choro e lamentação no hospital - coisa que não faz meu gosto - e mesmo lendo que é de ação, ainda assim não fiquei convencida.

Mas não é que me deu um estalo e resolvi ver o primeiro episódio? Ainda bem que o fiz! Me prendeu a atenção desde o início e o ator principal, que não havia me chamado também atenção, me fez olhar para ele quase na primeira cena - não lembro bem em que parte foi, mas a cena que me vem a mente quando pensei "gostei dele" foi numa em que o Tae San está jogando cartas com alguns homens, possivelmente num lugar clandestino.

Bem, a história é um não-para-de-acontecer coisas do começo até o final do drama! Viciei logo nos primeiros episódios e tinha de me controlar para não ficar vendo tudo seguido e com isso acabar logo! A forma como foi contada foi muito boa, as perseguições para pegar o Jang Tae San, tanto pela polícia quanto pelos que o queriam matá-lo, eram de tirar o fôlego - e quando você achava que ele iria ter um respiro, mal dava tempo: já havia alguém por perto para pegá-lo e ele tinha de fugir novamente. Muitos desses "respiros" era quando ele tinha mais "contato" (imaginário) com a filha, e eram as cenas mais fofas e emotivas, e o que mais pensava nessas cenas era que eles tinham que ficar bem e vivos! Aliás, não tem como não se apegar aos dois e torcer por eles!

Achei muito boa a evolução do Tae San e esse entra na categoria dos personagens masculinos que mais vi sofrer! No início do drama, aparece ele tendo que fazer vários tipos de coisas para sobreviver e então ele recebe a notícia de que tem uma filha e que ela está doente. Aí, armam para ele e ele acaba sendo acusado de um crime - matar uma moça - que não cometeu! É preso e lá já o tentam matar, mas ele tem de ficar vivo para poder salvar a menina, então por não confiar em ninguém, ele resolve fugir e aí complica ainda mais as coisas... As cenas dos flashbacks dele com a ex - mãe da menina - o mostram quão ingênuo ele é, mesmo já tendo passado por tantas coisas ruins na infância, com ela, ele conseguia se "desarmar". Mas por se envolver com bandidos, tiveram que se separar...  Ao longo do drama, ele vai deixando de ser um tipo desacreditado em si mesmo a um tipo que vai a luta e planeja como vai fazer as coisas, e com aliados. Adorei toda a forma em que isso foi demonstrado, me empolgava vê-lo em cada cena!

Quanto ao final, achei que foi muito coerente com a história e bom também. Gostei muito!

E o elenco era ótimo! Destaque para os que faziam o detetive - o personagem era o cara bem legal - e a promotora - que fez bastante coisa na história -, os atores que os faziam, foram muito bem. Agora comento sobre os que me conquistaram e me fizeram emocionar em várias partes: a menina que faz a filha do Tae San, a atriz Lee Chae Mi e o ator principal, o Lee Jun Ki. Como esses dois juntos eram bons! Aliás, não só juntos: quando aparecia ela nas cenas, não tinha como não se comover (e nas cenas de finais de episódios, em que aparecia marcando o dia a menos que faltava para o transplante?)! E ele... ah, o que posso dizer, além de que me conquistou! Em todas as cenas ele esteve tão bem, tudo o que o Tae San passa ele fez com tanta verdade que em várias partes me peguei "engolindo" o choro - mas teve vezes em que não consegui e uma delas foi nessa cena:




Quanto a ost, as músicas instrumentais são ótimas e a que é tema que abre e fecha cada episódio é ótima também - combina perfeitamente com o que é o drama e com a história do Tae San:




E este drama já entrou para os favoritos e pretendo rever sim, sei lá quantas vezes... :)




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário e pela visita! :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...