10 de novembro de 2016

KDrama | Moon Lovers: Scarlet Heart Ryeo



Título: Moon Lovers: Scarlet Heart Ryeo | Moon Lovers |
Scarlet Heart: Ryeo | 달의 연인 - 보보경심 려
País: Coreia do Sul 
Gênero: Drama, Histórico, Fantasia, Romance, Político
Data de Exibição: 29/08/2016 (início) | 01/11/2016 (término)
Nº de Episódios: 20
Minha Nota: 8/10
Comecei no dia: 30/08/2016
Terminei no dia: 02/11/2016


A história se passa no início dos anos de regime Goryeo.
Hae Soo, uma menina de 25 anos de idade, da era moderna que foi transportada de volta para a dinastia Goryeo e ficou presa nos conflitos e lutas entre príncipes da Casa de Wang. Lá, ela se apaixona por Wang So, aquele que faz as outras pessoas tremerem de medo. Fonte



Assim que soube que o ator Lee Jun Ki iria atuar neste drama, o marquei para ver imediatamente, mal sabendo do que se tratava - sim, porque desde 2014 quando vi Two Weeks, tenho em mente o seguinte: tem Junki no drama, quero começar a ver, não importa nem se não terminar de assistir!

Depois de um tempo, foram soltando notícias sobre quem mais estava no elenco e mesmo sem ter visto uma boa parte atuar - só havia visto em programas ou outros lugares -, certamente não era ignorante ao fato de que era um elenco de peso. Agora já tendo terminado o drama, posso dizer que todos estavam bem e, tive ótimas surpresas! Bem, falar sobre as atuações é numa parte mais abaixo no post, então deixa eu falar do começo...




Eis que chega a estreia: o "mundo dorameiro" em polvorosa, todos "surtando" de antemão e quando finalmente vejo os primeiros episódios - saíram 3 na semana de estreia -, deu para entender ainda mais o porque.

Lindos príncipes - não irei deixar de comentar isso, não dá -, lindos cenários, lindos figurinos e tudo mais, vai saltando aos olhos e te prende a atenção rapidamente. Fiquei tão encantada com tudo que só fazia orar para que não estragassem a história, porque queria muito me empolgar - e já faz um tempo que não tenho me empolgado (leia-se viciar) tanto com os dramas. Bom, cheguei próxima a me viciar, mas a empolgação não chegou a esse ponto, infelizmente.

Adaptação do drama chinês Scarlet Heart de 2011, esta trama épica que mistura fantasia, política e drama, começa com a Go Ha Jin muito triste após um término de relacionamento, além de outros problemas originados deste e, ao tentar salvar um menino de se afogar, acaba indo parar em outro tempo...

fonte

Mais precisamente na Dinastia Coreana de Goryeo.

A cena da chegada dela lá foi uma das mais memoráveis...



O início da história é bem leve, quase todos se dão relativamente bem e mesmo que algum ou outro já demonstram algumas outras intenções, quase todos ainda se tratam. Teve vários momentos divertidos, o que certamente não nos daria amostra dos vários sombrios que viriam mais a frente... 



Os Príncipes:


Príncipe Herdeiro, Wang Mu: Sendo preparado desde cedo para herdar o trono, é muito sensato e tenta ser justo na medida do possível. Se dá relativamente bem com os irmãos a princípio e é um dos poucos que trata com respeito o Wang So desde sempre, o que o faz ter como um aliado para seus interesses.


8º Príncipe,  Wang Wook: De cara é difícil não se sentir cativada por ele: é gentil, cavalheiro e amável, além de passar confiança e serenidade em suas palavras. Mas, com o passar do tempo, essa mesma confiança transmitida ao falar vai dando lugar a apenas ao vazio... Ele e sua família tem suas próprias ambições, que depois de um tempo vão sendo reveladas, demonstrando assim uma outra faceta de sua personalidade. Torcia por ele a princípio, mas depois passei a não me importar mais com o que acontecia com ele - como não tinha outro em minha mente que não o Wang So, não sofri da síndrome do secundário, embora consiga entender quem teve.

fonte

13º Príncipe, Baek Ah: De alma e talento artístico, sensível, gosta de pintar, tocar instrumento - agora não lembro o nome. Uma das poucas pessoas do Wang So, a quem o trata como irmão que ele é.



 14º Príncipe, Wang Jeong: Ama a luta e vive fazendo algumas disputas na rua, onde ninguém sabe da sua condição de príncipe. Apesar de um pouco bruto, é muito leal a quem ele gosta e sempre está por lá para ajudar quando precisa.


fonte
3º Príncipe,  Wang Yo: Demonstra a que veio assim que batemos o olho nele. Sua ambição pelo trono é enorme, alimentada e arquitetada pela Rainha, sua mãe. E para conseguir o que quer não mede esforços, sem se importar mesmo se é um irmão a quem precise enfrentar e do jeito que for.

fonte


10º Príncipe, Wang Eun: O mais novo dos irmãos, alegre e infantil, trás uma doçura para a trama, me deixava sempre com um sorriso no rosto quando aparecia.





9º Príncipe, Wang Won: Se de início ele não demonstrava como era realmente, mas com o tempo sua verdadeira face foi se mostrando, revelando suas próprias ambições de poder. Nossa, ô cobra!





4º Príncipe Wang So:

O Cão Lobo. O mocinho nada mocinho dessa história. Um herói ferido e amargurado pela vida, pelas pessoas...
É tão difícil descrever tudo que sinto por ele, porque sei que não conseguirei expressar tudo em palavras. Logo de início o amei, tanto por ele quanto pelo ator que o fazia - irei falar do Junki mais abaixo. Percebi rapidamente como ele era e por isso não tive dúvidas sobre quem "shippar" com a protagonista. Mas não esperava o quanto esse amor fosse crescer!! A medida que os episódios iam passando, suas atitudes, muito mais do que suas palavras, me faziam ficar cada vez mais apaixonada! Se tornou um dos meus personagens masculinos preferidos dos dramas!



A protagonista desta história, Ha Jin ou melhor dizendo Hae Soo: gostei dela a princípio: além de trazer uma boa energia, era destemida e alegre, fazendo a vida de todos ao seu redor mais feliz - seja por suas atitudes ou pelas trapalhadas.
Via muita gente a criticando, desde o começo, por tudo ou por nada. Sempre tentei ver o ponto de vista dela e na maioria das vezes a compreendi. Mas o que não dá para negar foi as escolhas ruins por vezes tomadas por ela, o que dava rumos na história nem sempre agradáveis...




Alguns personagens secundários:




O astrônomo Choi Ji Mong, que além de ser amigo e trabalhar diretamente com o Rei, é um ponto chave para o mistério deste drama, já que não se sabe ao certo sua origem;


 

Lady Hae, esposa do Wook, era generosa e gentil, tratava a Soo como uma filha - não gostei do que fizeram a ela, desculpa dizer isso mas precisava desabafar;

fonte



Lady Oh, uma personagem que trouxe uma das cenas mais impactantes do drama e por suas ações, se demonstrou firme e ao mesmo tempo que se importava muito com a Soo, tem todo meu respeito;   



fonte
 Gisaeng Woo Hee, apareceu com muita determinação para o que queria fazer, mas com o tempo foi se demonstrando confiável e devido ao seu passado triste, era completamente compreensível o que ela pretendia com o modo que agia;

fonte


Park Soon Deok, filha do general amigo do Rei, é uma guerreira que sabe se defender muito bem e que sonha em se casar com um dos príncipes - mas não vou dizer quem é.




Bem, estes foram os secundários que eu gostei, mas preciso citar duas as quais odiei:


A Rainha, mãe de Wang So, Wang Yo e Wang Jeong, queria porque queria que seu filho Yo subisse ao trono, o ajudando nos planos para conseguir isso. Só tratava como filho o Yo e o Jeong. Odiava o So e  o tratamento que ela dava para ele me fazia querer acabar com ela em cada cena a qual aparecia! A odiava!


Outra insuportável era a Princesa Yeon Hwa, que fazia de tudo para atingir seus objetivos, passando por cima da vontade de quem fosse para tal. A cada episódio queria dar um fim nada bom para as duas! Que gente desprezível!




 Casal So e Soo

Como eu torci por eles! Desde o início queria ver os dois juntos, contava o tempo em que isso iria acontecer! Lia teorias, ia ficando cada vez mais encantada, com o tipo de amor que os dois estavam construindo - tenho para mim que este é um dos tipos que mais gosto de ver... Adorava as cenas dos dois juntos, principalmente as conversas, o quanto conseguiam se abrir com o outro, o entendimento mútuo sobre como o outro era/estava era lindo demais de ver. E, embora teve partes que não gostei, devido a forma que se deram as coisas - culpo mais roteiristas que os personagens, que fique claro -, fazia um tempo sem que torcesse tanto para um casal.

fonte

A condução dos tempos mais alegres e felizes para os tempos sombrios se deram de forma lenta e gradual. Quando foram chegando era impossível não pensar que não iriam embora e que não poderia voltar a ser como eram antes. Muitas injustiças ocorrem pela disputa do poder, além de inúmeras armações para obtenção do mesmo, o que só ia aumentando a incerteza de final feliz.

A medida que fui vendo os episódios passarem, fui lendo teorias, aprendendo a entender a história como todo e também sobre os personagens e suas ações.

Soube que a trama chinesa havia muito mais intriga política, tornando esta aqui uma versão mais leve do que a original. Ainda não vi a versão chinesa, embora tenha ficado com vontade depois de saber disso, já que as intrigas políticas aqui foram mesmo menos densas do que gostaria.

Ao usar de um período realmente vivido da história coreana, não havia como escapar de certas coisas que ocorreram naqueles tempos - mesmo que muitas vezes me pegava torcendo para que os roteiristas não fossem por aqueles rumos...

Gostaria de entrar em mais detalhes porém, teria que ser com spoilers, coisa que não quero fazer.

fonte
Me irritaram muitas coisas, por isso não consigo dizer que foi uma história perfeita - sei que para muita gente foi e tudo bem, não há problema nenhum nisso, já que uma história chega de modo diferente para cada um.

Direções tomadas pelos roteiristas, as quais os personagens tinham atitudes que não condiziam com eles mesmos, teve horas que queria dar uns sopapos neles!
As mil edições que iam para o público - tá, não foram mil, é modo de dizer - as quais preciso comentar: depois do começo do drama e talvez pela baixa audiência na Coreia, a cada semana iam ao ar duas versões - não sei se havia mais alguma -, uma chinesa e outra coreana. Cheguei a ver alguns episódios da que creio ser a versão original e dá para notar nitidamente as diferenças. A fluidez de uma cena para outra, as partes importantes que dão um entendimento melhor para a história, várias delas cortadas e postas fora da ordem na outra versão. Não que não dê para entender, mas ficou corrido e por vezes até sem profundidade.
Péssima coisa a se fazer! Me irritou tanto isso, que até tentei ver mais partes no original, embora meu inglês não ajudasse muito.

Quando foi chegando na reta final do drama, fui perdendo a pequena empolgação que vinha tendo, devido aos rumos que deram aos personagens, em principal ao meu favorito Wang So. Já não estava gostando de nada que estavam fazendo com ele, só fiquei esperando para saber como terminaria e...

Não digo que odiei o final, porque não foi assim, mas também não tive a sensação de satisfação ao terminar de ver tudo. É o que eu posso dizer sem dar spoilers.

fonte

- ELENCO -
 
Como disse mais acima, tive gratas surpresas aos que vi pela primeira vez atuando, entre elas, quero destacar:
Hong Jong Hyun, que me impactou logo ao aparecer na tela, a presença dele é forte e deu bastante raiva as coisas que seu personagem fazia; o Ji Soo, que tive uma simpatia pelo seu personagem assim que o vi também; Byun Baek Hyun, ao qual me alegrava muito toda vez que o via, a leveza do personagem era bem transmitida, seja pela voz, pelo olhar, pelos gestos; a protagonista IU, que conseguiu segurar bem as cenas, não tenho do que reclamar dela.

Não dá para citar todo o elenco, porque são muitos, mas adorei também os que já conhecia.  Além do elenco principal, os secundários também foram muito bem, o que só engrandeceu a história.

Para não ficar ainda maior este post, quero apenas falar de um que já havia visto antes, na verdade "babar" mais um pouco, o Lee Jun Ki:

Ao mesmo tempo, como falar dele? Todos os adjetivos que deveria citar aqui são poucos perto do que ele é! É chover no molhado dizer que sua atuação foi impecável, porque sempre é. Como disse bem no começo do post, desde Two Weeks que tenho vontade de ver o máximo que puder de seu trabalho, mas honestamente este aqui é o segundo melhor que vejo desde Two Weeks. Não por ele, que sempre que o vejo está ótimo, mas pelo personagem em si. Amei demais este homem sofrido e todas as nuances dele sendo demonstradas tão perfeitamente, o desespero, a dor ou quando finalmente pôde e conseguiu sorrir...
Mas novamente parece insuficiente o que digo sobre ele e sobre sua interpretação.
Só sei sentir e amar... E agora oficialmente digo que é dos meus atores coreanos favoritos!

fonte
Foi uma boa jornada, apesar de que para conseguir desviar dos spoilers era mais exaustivo do que o drama em si - sério, se já andava traumatizada antes, chegando até a desistir de ver dramas por conta disso, com este aqui isso só piorou. Terminei mais aliviada do que outra coisa, me senti muito leve. rsrs

Agora aguardo o filme que sairá e espero que finalize a história bem.

fonte

Sobre a OST, me desculpe a quem gostou e possa se sentir ofendido, mas eu achei fraca. Penso que, para uma história assim mais melodramática, deveria ter músicas mais intensas. Se fosse um histórico mais leve, não seria um problema, pois não as achei ruins. Mas esta precisava de uma forte para combinar! Só foi aparecer uma música assim depois de 10 episódios - agora não lembro ao certo em qual episódio foi. E então deu uma melhorada, mas enquanto isso ficava me perguntando "cadê gente, aquela música que toca profundamente? Cadê?"

Bem, deixo as que gostei mais para terminar o post:









2 comentários:

  1. Antes, eu tava sentindo uma necessidade de mudar minha resenha pelo tanto de gente que deu um espacinho a mais para tratar do JunKi, mas blogueiras experientes como vc fazem isso tão bem que acho que a necessidade passou heueeheueh...
    Muito bom seu resumo objetivo dos personagens, conseguiu falar de todos e citar os odiosos, coisa que não consegui, admirável auhuaheaheauehhe ^^
    uma das resenhas mais recomendáveis por ser SPOILERS FREE MESMO !!!
    Fighting Rê, que venham mais doramas e teorias pro SQUAD discutir \^o^/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh, muito obrigada! *-*
      hahahaha Olha, nem acho que foi o suficiente para o que o Junki me faz sentir a cada vez que o via! Mas se tiver vontade, escreva ora pois! É seu espaço e se vc não coloca ali o que sente, irá colocar onde? xD

      Que trabalhoso escrever sobre personagens quando tem tantos! xDDD Tive que citar as odiosas, pq queria acabar com elas a todo momento que apareciam! Tinha que por para fora! hehehehe

      Ai que bom que ficou sem spoilers, tentei ao máximo isso - e olha que vontade não falou para comentar outras coisas...

      E sim, venha mais doramas, teorias e conversas a mil pro nosso SQUAD!

      Excluir

Obrigada pelo comentário e pela visita! :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...