20 de agosto de 2016

K-drama | Ms. Temper & Nam Jung Gi


Título: Ms. Temper & Nam Jung Gi | 욱씨남정기
País: Coreia do Sul
Gênero: Negócios, Comédia, Drama 
Data de Exibição: 18/03/2016 (início) | 07/05/2016 (término)
Nº de Episódios: 16
Minha Nota: 9/10
Comecei no dia: 07/05/2016
Terminei no dia: 07/06/2016


Ok Da-Jung (Lee Yo-Won) é a líder da equipe mais jovem na indústria de cosméticos. Ela se divorciou três vezes até agora. Ela não se importa sobre o que os outros pensam sobre ela e ela também tem um bom temperamento inflamável. Nam Jung-Gi (Yoon Sang-Hyun) trabalha como chefe de seção na mesma empresa de cosméticos que Ok Da-Jung. Ao contrário dela, Nam Jung-Gi tem uma personalidade tímida e agradável. Ele não consegue dizer qualquer coisa que faça os outros desconfortáveis. Ele é capaz de fazer o sangue dela ferver. Fonte





Tanta coisa para dizer do porque que gostei deste drama que não sei se conseguirei organizar tudo e o mais provável é que esquecerei de alguma coisa. Uma pena este drama não ter sido tão visto, pois merece, é muito bom e diferente dos dramas habituais!


Trama ágil, leve mas ao mesmo tempo sensível e emocionante, com personagens tão carismáticos que é quase impossível não simpatizar por algum deles - eu simpatizei por todos, tirando os vilões. Ri em muitas partes, me emocionei em outras, torci e vibrei com os personagens quando dava certo algum plano deles, quando não dava ficava triste por eles também... Foi um drama que me trouxe emoções diversas e que me prendeu do início ao fim.

A história já começa com a Lovely Cosmetic passando por dificuldades e seus subordinados precisam tirá-la do sufoco - no decorrer do drama eles fazem quase qualquer coisa. Para isso eles tem que fechar o contrato com a Golden Chemicals. Eles só teriam que ir lá para falar do produto, tudo apenas mera formalidade, pois já estava tudo acertado. Parece simples, não? Mas o primeiro encontro entre ele e a Ok Da Jung é um desastre, literalmente!

No primeiro episódio acontece tanta coisa, que quase deixa quem assiste sem fôlego: o Nam Jung Gi só se mete em roubada, tudo dá tão errado para ele, que é de dar dó!
Mesmo o Nam Jung Gi tentando a TODO custo acertar, só acaba se tornando pior. E daí por diante as coisas não apenas pioram entre ele e a Da Jung, mas isso acaba refletindo principalmente para a empresa que o Jun Gi trabalha.

E é aí que começa a se desenrolar a história e os problemas...

Fonte
Muitos temas são abordados, situações que podem ocorrer nas empresas - seja essa empresa pequena ou grande. E cada tema foi explorado geralmente em dois episódios, com uma conclusão e reflexão sobre cada. Claro que, numa comédia, esses temas seriam feitos de forma mais leve, porém, não deixou de ser de forma sensível e tocante.

Como eu realmente gostei dos temas abordados neste drama, deixo registrado alguns deles aqui:

Nesse drama é abordado o feminismo, não só em relação a Ok Da Jung, mas também com as outras funcionárias da Lovely. Não, eu não sei tanto sobre este assunto, por isso não entrarei em detalhes que não saberia explicar se são totalmente certos ou não. Porém, é algo notório até para uma leiga como eu perceber.
Tudo o que a Da Jung tem que enfrentar - e como disse, não só ela -, o preconceito, os julgamentos, as humilhações, etc. Situações que tantas mulheres passam todo dia, sendo feitas assim em um drama ao qual a protagonista consegue se impor e se defender, é raro. E a forma a qual fazia isso era sempre bom ver. Dava um gosto ver aqueles idiotas todos se dando mal com os planos feitos por ela.



A relação chefe e subordinado também é outro ponto forte do drama: acontece quase tudo com estes empregados! São abusos de poder, assédio moral e sexual, espionagem, humilhações de vários tipos que todos de alguma forma - ou dessas mencionadas - passavam. Teve muitas cenas que ficava pensando em como aguentaria tudo aquilo e a resposta era que não conseguiria, não por muito tempo. Mas então como era bem mostrado, não dá para julgar as motivações dos outros, já que cada um vive de forma diferente e muitas vezes as situações estão além do seu controle.

Destaco os episódios 7 e 8, que me marcaram - claro que outros episódios também me marcaram, mas estes foram tocantes demais para não citá-los: a situação humilhante que os funcionários eram obrigados a passar me fizeram sentir muito mal por eles. Já vi estes tipos de cenas em outros dramas e me fazem sentir do mesmo jeito. E saber que isso deve ocorrer pelo mundo a fora, é terrível.  Por que as empresas deixam seus funcionários passar por uma coisa dessas?

Tenho  que destacar também a bonita amizade entre Nam Jung Gi e a Ok Da Jung. Começa do jeito mais torto possível e quem vê, acharia impossível uma amizade entre eles. Mas com o tempo, a medida que eles vão convivendo mais, a admiração mútua surge e vai aumentando. Eles vão confiando um no outro até para os momentos mais difíceis. Mas tem tantas coisas mais que gostei da amizade deles que se contasse, iria acabar dando spoiler. Como não quero fazer isso, só digo que eu adorei os dois, com suas diferenças que se complementavam, além da admiração por suas personalidades tão diferentes mas bonitas por isso mesmo.


Também há muitas reflexões - durante os episódios -, feitas pelo Nam Jung Gi, sobre suas próprias motivações, o que o leva a ser daquele jeito, se isso é bom ou ruim, se está fazendo o correto ou não... E mesmo depois de refletir, se ele sabe que está ou estava errado ele muda de postura e pede desculpas do jeito mais honesto possível. Além das reflexões de si mesmo, havia também sobre a natureza humana como todo, chegando a conclusões que não são julgadoras nem absolutas, mas que o faz - e nos fazem - entender mais sobre as motivações dos outros - e que nós também não devemos julgar, não sem estar na pele daquela pessoa, não sem ter vivido o que aquela pessoa viveu.

Fonte

Mas não é só a história que é envolvente: os personagens são igualmente cativantes, torcia muito para que tudo desse certo para eles!

Nam Jung Gi um doce, tímido, gentil, que está sempre disposto a ajudar, mas que ao fazer isso acaba sendo usado por todos. E por não se dá o valor, acaba perdendo oportunidades de crescer em seu trabalho, mesmo sendo muito bom no que faz. É muito interessante em como ele vai evoluindo ao longo do drama, um processo que não é forçado já que, ele vai mudando mas não deixa de ser quem ele é, sabe? Essa mudança se deve muito a Da Jung, com a firmeza e dignidade que ela faz seu trabalho, ele passa a aprender isso entre outras coisas até o final da história. Se tornou um personagem masculino muito querido para mim, fora que ele é bem diferente dos protagonistas comuns dos dramas. 

Ok Da Jung é de uma personalidade forte como poucas vistas em drama. De início ela é intragável mas, a medida que vão passando os episódios, a personalidade dela vai se revelando e nos é mostrado uma pessoa correta, competente e com um orgulho que a faz seguir em frente a pesar de tudo. Tenho que dizer que foi uma das personagens femininas mais legais que vi nos últimos meses. Ao mesmo tempo que era firme, dava para ver que também tinha seu lado mais legal - ou como diria o filho do Jung Gi, ela é uma Idiota Legal (a relação dela com esse menino era demais, adorei!).
Quando a Ok Da Jung entrava em cena, me fazia dar um respiro de alívio pois sabia que ela viria com alguma solução brilhante para sair dos problemas e com dignidade.
Foi muito bom ver que, com a ajuda do Jung Gi e dos subordinados ela também foi evoluindo sem perder a personalidade dela. Assim como o Jung Gi, ela também se tornou uma personagem bem querida para mim.


Lovely Cosmetic é formada também por: Park Hyun Woo, que tem dívidas feitas pelos estudos na universidade; Han Yeong Mi, que é casada e tem filho, mas que por ajudar tanto em casa quanto no trabalho quase não tem tempo  para nada; Jang Mi Ri, que ainda é estagiária e vive sem saber quando ou se será contratada em tempo integral; e o chefe deles, que era o pior, não no sentido de ser ruim de todo, mas não protegia seus funcionários e até mesmo os fazer passar por muitas coisas desnecessárias.
Gostei muito de como a história deles foi mostrada e também de suas conclusões ao final do drama. Gostei muito desse subordinados, que por vezes cometiam erros que já sabiam que daria errado, mas que ao mesmo tempo tiveram uma capacidade grande de se corrigirem e seguir adiante tanto individualmente como um time.


A família do Nam Jung Gi: seu pai, Nam Yong Gap, não lembro agora se é viúvo ou apenas solteiro, trabalha como porteiro do prédio em que moram; seu irmão, Nam Bong Gi que, tenta viver de uma maneira não convencional, não trabalha, vive as custas do pai e irmão, mas que ao longo do drama vai se demonstrando não tão irresponsável quanto parece; e também seu filho, Nam Woo Joo, um menino de mais ou menos nove anos, que é um doce feito seu pai. Gostei muito da família dele! Quase sempre me fazia sorrir em suas cenas e adorava o companheirismo que eles tinham, era uma beleza ver.

Os Ex-maridos da Ok Da Jung: durante os episódios vão sendo revelados quem são e também o porque se separaram. Dois no começo eu não conseguia entender o porque da separação, mas quando passava os flashbacks ou mesmo quando teve momentos ao qual ela e algum deles se encontravam , mostrava bem o porque ela fez bem em se separar.



Quanto ao elenco, alguns atores eu já conhecia de outros dramas e outros eu tive uma grata surpresa ao conhecer aqui. Já havia visto o Yoon Sang Hyun em Gap Dong e Secret Garden e como gostei dele nestes dramas, assim que vi que estaria aqui foi mais um incentivo para ver. Gostei muito de como ele fez o Jung Gi, retratou bem sua personalidade, tanto que, (como disse) o personagem se tornou muito querido para mim.
Só havia visto a atriz que fez a protagonista antes no Running Man, portanto, não tinha como saber se iria gostar ou não dela aqui. Mas tenho que dizer que sim, foi uma grata surpresa, gostei bastante! Gostei muito do contraste da personagem que não sabia expressar suas emoções bem ao mesmo tempo que isso transparecia no olhar. Emoções demonstradas muito bem de forma sutil, como o personagem pedia.
Gostei muito também dos outros atores, todos tão em sintonia com seus personagens e uns com os outros que parecia que não estavam atuando em nada ali. O tempo da piada, o tempo das dificuldades, achei que todos fizeram bem, sem deixar cair em nenhum momento.

fonte

Gostei muito do final do drama, as pontas soltas são fechadas, as lições são aprendidas por várias partes com direito a conclusão do caderninho de dívidas do Jung Gi... :)

Recomendo imensamente este drama, seja para quem quer uma boa comédia ou quem também quer uma história mais diferente, pois esta é. Mas não espere romance, não há e não faz falta, pois a amizade e companheirismo entre os personagens dá uma alegria grande, acredite.


A OST combinou bastante com o drama, gostei bastante e deixo algumas aqui:








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário e pela visita! :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...