30 de dezembro de 2014

[Drama #8] - Gap Dong


Título: Gap Dong | 갑동이
País: Coreia do Sul
Gênero: Crime, Mistério, Ação, Suspense, Thriller
Ano: 11/04/2014 (estreia) | 21/06/2014 (término)
Nº de Episódios: 20
Nota: 8.5/10

Comecei no dia: não lembro o dia
Terminei no dia: 30/06/2014






Sinopse:

Moo-Yeom é um detetive. Há 20 anos, Moo-Yeom era um monge budista, mas ele se meteu em problemas com um homem chamado Gap-Dong. Para cortar os laços com ele e cortar todo o karma que surgiria do seu envolvimento com o Gap-Dong, Moo-Yeom se tornou um detetive. Depois que o prazo de prescrição expirou, Gap-Dong aparece mais uma vez. Moo-Yeom sai para pegá-lo de uma vez por todas. Fonte



Trailer:





Opinião:


Quando li a sinopse, me chamou atenção de cara - já que gosto deste tipo de gênero. Li em alguns lugares (durante o tempo que o drama foi ao ar), que ele é baseado numa história real e que não foi concluído o caso até os dias de hoje - e então pensei: como será que quem escreve irá terminar o drama? Irá dar um fechamento a história ou irá deixar em aberto - e com isso deixar nós que assistimos sem sabermos?

O drama gira entorno do assassino chamado Gap Dong. E todos os personagens centrais seja de uma forma ou de outra se relacionam ou já se relacionaram com este assassino. Tem os que sofreram diretamente de suas ações e os que tem fascínio por ele e acabou que quase todos - se não todos mesmo - tinham um obsessão por ele. O que foi bom e ruim ao mesmo tempo para a história. Bom, pois já que o título e história se centrava entorno dele nada mais natural que isso. Ruim, pois também por causa disso havia personagens complicados de entender.

Antes de contar o que não gostei, digo do que gostei: dos personagens principais masculinos, tanto o o detetive Moo Yeom quanto o psicopata Ryu Tae Oh. Sim, escrevi direito! Uma outra razão pela qual eu também quis ver este drama foi pelo o ator que faz o psicopata. O havia visto em alguns programas de variedades de lá (Coreia do Sul) que assisto e além de que gostei dele, ele me pareceu daqueles mais fracos nestes tipos de programas, então me deu mais curiosidade em ver como ele se sairia em cena, principalmente fazendo um tipo assim! E que grata surpresa tive, pois ele foi muito bem! Nem conseguia ter raiva das maldades que fez, isso porque ficava mais tempo prestando atenção no moço atuando (e admirando). Enfim, o menino é bom! Já o ator que faz o detetive também é bom, e foi a primeira vez o vendo também. O personagem dele tinha o apelido de "Monge Louco" e não era lá sem muita razão. Mas também, depois de tudo que passou, não era de se estranhar sua obsessão pelo Gap Dong. Ao mesmo tempo ele conseguia não ser chato ou irritante - tinha um lado engraçado ou ao menos usava a ironia e o sarcasmo que em muitas ocasiões ajudava a amenizar sua vida difícil, bem junto com os que trabalhavam com ele.

Do que não gostei: das personagens femininas principais. Quer dizer, a mais nova não era bem a principal, porém, tinha alguma importância que ao final cresceu um pouco mais, mas mesmo assim a achei bem fraquinha. Já a protagonista mesmo, a Oh Maria, francamente teve vários momentos que eu não conseguia entendê-la. Uma hora agia de um jeito, outra de uma forma completamente diferente. E não só isso, mas não sei explicar exatamente, ela ficava de uma maneira um tanto estranha as vezes. Penso que era por causa do que aconteceu em seu passado, mas mesmo assim... sei lá, faltou força e algo a mais neste personagem.

Uma outra coisa que não gostei foi que em várias partes a história ficou confusa, não sei se foi da história em si ou se foi da tradução, por exemplo. Como vi em espanhol, não sei se me perdi. Até mesmo no final fiquei partes sem entender, principalmente no que foi dito. Ah, também gostaria que o final fosse de outro jeito, mas não foi ruim de todo. E sim, há um desfecho a história e não fica em aberto como pensei. :)

Enfim, no geral gostei e foi bom. Creio que talvez um dia assista novamente, para saber o que perdi e não entendi.

De música, gostei destas (gostei das instrumentais também, mas coloco aqui em outra hora):



Every Single Day - Rush





Every Single Day - Time




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário e pela visita! :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...